top of page

Chaverim participa de exposição imersiva no MIS

Os participantes do Chaverim visitaram a Exposição "Arte é Bom", onde interagiram, aprenderam e se divertiram com diversas obras.


No domingo (11), o Grupo Chaverim visitou o MIS - Museu da Imagem e do Som para participarem da exposição "Arte é Bom", que trouxe instalações, objetos manipuláveis, atividades imersivas, vídeos e obras consagradas. No local, eles puderam interagir com muitas obras e aprender sobre o assunto de uma maneira dinâmica.

Ao longo do percurso "tudo pode e deve ser experimentado", como explica a sinopse no site oficial do museu.


Nas criações “Três cantos e uma dança” e “Três broto-cantos e uma dança”, os participantes vestiram as obras, que se assemelham a roupas de crochê que se conectam, criando uma experiência inusitada.


Na videoinstalação intitulada “Lá”, eles experienciaram um balanço real que interage com o da imagem gigante projetada a partir do movimento. Eles também aproveitaram a obra “Colloquium”, uma imensa instalação imersiva com insetos gigantes projetados sobre os pisos e paredes, que reagem ao movimento dos visitantes.

Outras obras inovadoras que também conheceram foram o “Elevador”, que reproduz um espaço em que o visitante se encontra ao infinito e o "Templo 2022”, uma imensa almofada inflável criada com sacos plásticos, ventiladores e rolos de fita adesiva (com mais de 5 m de largura) que pode ser penetrada pelo visitante, onde vê sua percepção espacial completamente alterada.


As visitas à exposição foram até dia 15 de janeiro.


Eu gostei dessa exposição, achei muito legal você ver a sua cara diferente. Eu recomendaria sim para outras pessoas que quiserem ir.

Claudia Werebe, participante do Chaverim.




A ida no MIS para mim e para todos foi muitíssimo legal, onde todos nós podíamos interagir com as obras que havia lá.
Tiramos muitas fotos, interagimos com várias obras, foi super legal os álbuns das figuras famosas pintadas lá, era muito linda, foi super agradável, tranquilo, gostoso e com direito a lanchinho.
Eu gostei muito da porta infinita, do espaguete, do gira gira, das figuras famosas e da foto estilo "procura-se".
Foi uma excelente oportunidade, fantástica, agradável e agradeço muito o Grupo Chaverim por esta oportunidade.

Décio Zatyrko, participante do Grupo Chaverim.

A exposição tinha diversas salas e com estímulos diversos, brincando com as percepções, altamente interativa e inclusiva, o que fez com que todo o nosso público conseguisse aproveitar muito.
Com um grupo tão diverso em suas especificidades, é difícil conseguirmos acolher a todos em uma mesma saída externa e digo muito feliz que essa exposição atingiu esse objetivo.
Conseguimos trabalhar equilíbrio, foco, concentração, noção espacial e interação com os monitores do espaço e os outros visitantes.

Dayane Souza, madrichá (monitora) do Grupo Chaverim.


Keise Tiffany

Comunicação e Divulgação

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page