top of page

Visita ao Museu das Ilusões

No dia 27 de abril, o Grupo Chaverim viveu momentos de fascínio e diversão durante sua visita ao Museu das Ilusões. O passeio tão aguardado começou com um lanche animado, seguido pela exploração das diversas salas do museu.


(Foto de participantes e monitores do Grupo Chaverim em frente a entrada do Museu das Ilusões)


Divididos em subgrupos para otimizar a experiência, os participantes se depararam com uma variedade de ilusões de ótica, espaços instagramáveis e ambientes surpreendentes, proporcionando momentos lúdicos, divertidos e intrigantes. Anna Carolina Gomes, participante do Grupo Chaverim, estava especialmente empolgada, uma vez que foi ela quem recomendou o passeio:

“Eu adorei que aceitaram a minha indicação do Museu das Ilusões. Foi muito legal a atividade, amei, fiquei muito feliz mesmo, principalmente em ver que todo mundo adorou. Indico para todos.”

(Foto das participantes Anna Carolina Gomes e Dafne Esquenazi, em que Dafne parece ser muito maior que Anna)


Cada atração desafiava os visitantes a questionarem a veracidade do que estavam vendo, levantando dúvidas sobre como o cérebro pode ser enganado e perceber coisas que não são reais.


Entre as atrações que mais chamaram a atenção estavam quadros que pareciam se mover, túneis com jogos de cores e luzes que criavam a sensação de flutuação, e espelhos que reproduziam imagens repetidas vezes, de formas invertidas e que causavam a impressão de estarem um no corpo do outro.


(Foto de participantes e monitores do Grupo Chaverim juntos a uma estátua de pés gigantes)


A interação entre os membros do grupo e outros visitantes do museu era constante, compartilhando sensações, experiências e até mesmo dúvidas sobre o que estavam presenciando. Para Dafne Esquenazi, participante do Grupo Chaverim, essa experiência foi tão diferente e alegre que ela gostaria que todos fossem experimentar:

“Eu adorei a atividade, vocês precisam vir, é muito legal!”


E Dafne não foi a única, ao final do passeio, muitos expressaram o desejo de retornar com suas famílias, destacando o quão enriquecedora e divertida foi a experiência. A vivência coletiva, troca de opiniões e sentimentos reforçaram a importância de espaços culturais na promoção da inclusão e interação social na cidade.




(Foto dos participantes Décio Zatyrko e Eduardo Rappaport inclinados como se fossem cair)

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page